Proposta Pedagógica

INTRODUÇÃO

 

A Proposta Pedagógica do Colégio IBPI, considera os diferentes aspectos e o contexto sociocultural, político e econômico do país, nos dias atuais. A sua base principal é a educação colaborativa, que estimula a participação do corpo docente e discente no processo educacional, formando um vínculo de confiança e gerando uma atmosfera de discussões que aprimoram o senso crítico.

 

MISSÃO

 

O Colégio IBPI tem como filosofia a formação de cidadãos empreendedores, solidários e comprometidos com o bem comum. A dedicação e a atenção a cada aluno transformam a relação com o estudo uma experiência muito mais envolvente. A interação com a família é fundamental para o sucesso do método adotado, que prioriza a individualidade e o protagonismo.

CONTEXTO DA INSTITUIÇÃO

O público atendido pelo Colégio IBPI é composto por alunos que buscam um atendimento exclusivo e personalizado, valorizamos os aspectos qualitativos em relação aos quantitativos, respeitando as diferenças de cada aluno e permitindo a formação de cidadãos aptos a enfrentar os desafios de um mundo globalizado.

RECURSOS DISPONÍVEIS

O Colégio IBPI possui modernas instalações, com salas de aulas multimídias com acesso à internet de banda larga e wi-fi.

Os alunos também têm acesso a uma Plataforma WEB, solução completa que fornece ferramentas de comunicação, interação, colaboração, relacionamento e ensino aos usuários de maneira intuitiva e contextual. A interface cria um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que organiza grupos de alunos em turmas ou comunidades. Esse modelo permite uma maior socialização, pois os alunos podem acrescentar suas experiências e percepções individuais, intensificando e enriquecendo o processo de aprendizagem colaborativa, além da possibilidade de implementar o ensino híbrido.

Sistema Positivo de Ensino: garante uma proposta de ensino com material didático atualizado continuamente e de acordo com todas as normativas da BNCC – Base Nacional Comum Curricular.

INICIE Educação: permite disponibilizar a introdução de práticas pedagógicas e tecnologias digitais e uma formação continuada como motor de inovação.

Google For Education: permite utilizar diversos recursos de tecnologia para auxiliar na implementação do ensino híbrido.

IBEU – Instituto Brasil Estados Unidos: permite a implantação de um programa no Ensino Médio para o estudo do idioma INGLÊS, com turmas organizadas pelo nível de conhecimento prévio do idioma dos alunos, através de avaliação diagnóstica realizada no início de cada ano letivo.  E permitindo que alunos, a partir do 9º ano do Fundamental do Colégio IBPI, participem do Programa de High School do IBEU.


OBJETIVOS

 

Da Instituição

O Colégio IBPI, tem como filosofia a formação de cidadãos empreendedores, solidários e comprometidos com o bem comum. A dedicação e atenção a cada aluno transformam a relação com o estudo em uma experiência muito mais envolvente. A interação com a família é fundamental para o sucesso do método adotado que prioriza a individualidade.


O nosso modelo educacional valoriza o diálogo aberto, através de uma educação flexível e participativa.


Com base nesta concepção o IBPI oferece os seguintes cursos:

- Ensino Fundamental II e Médio;
- Ensino Fundamental II e Médio – EJA.

 

Da Proposta Pedagógica

A Proposta Pedagógica do Colégio IBPI, aplica os objetivos da instituição nos cursos oferecidos, e também leva em consideração: 

- A promoção da reflexão contínua dos aspectos relevantes da educação e da utilização de tecnologia no seu desenvolvimento;
- A motivação de uma formação continuada buscando o acompanhamento das mudanças;
- O incentivo às discussões da própria proposta pedagógica, procurando encontrar pontos a serem melhorados ou substituídos;
- O olhar crítico e construtivo acerca dos conteúdos, da prática de tutoria, do material didático utilizado, visando à qualidade do processo de ensino aprendizagem.

 

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL - ANOS FINAIS

 

O Ensino Fundamental Anos Finais (6º ao 9º ano) desenvolve os saberes e aprendizagens essenciais definidas na BNCC - Base Nacional Comum Curricular e as suas dez competências gerais:

1. Valorizar e utilizar os conhecimentos do mundo físico, social, cultural e digital para entender e explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

2. Exercitar a curiosidade intelectual, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade.

3. Valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas e culturais,

4. Utilizar diferentes linguagens – verbal, corporal, visual, sonora e digital para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos.

5. Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética.

6. Valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais e apropriar-se de conhecimentos e experiências que lhe possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho e fazer escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida.

7. Argumentar com base em fatos, dados e informações confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns que respeitem e promovam os direitos humanos, e a consciência socioambiental.

8. Conhecer-se, apreciar-se e cuidar de sua saúde física e emocional, compreendendo-se na diversidade humana e reconhecendo suas emoções e as dos outros.

 9. Exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação, com acolhimento e valorização da diversidade de indivíduos e de grupos sociais.

10. Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários

O Colégio IBPI procura desenvolver um ambiente acolhedor, propício à interação e ao exercício do convívio humano, o trabalho educativo, o cultivo da sensibilidade e da racionalidade. A prática pedagógica, deve fortalecer as experiências escolares que favorecem a construção de identidades solidárias, o enriquecimento das formas de expressão e o exercício da criatividade, favorecendo as condições para respostas novas diante das mudanças aceleradas do mundo moderno.

Nesta etapa, o aluno deverá ser o protagonista de seu aprendizado. O corpo docente deve atuar como mediador, com foco na autonomia dos estudantes. Metodologias ativas e novas tecnologias também contribuem para o protagonismo dos alunos, pois conferem maior mobilidade e liberdade de ação nos processos investigativos e na interação com os colegas.

Estratégias de resolução de problemas devem possibilitar aos alunos situações de ensino que favoreçam a produção de novos conhecimentos, tendo como referência o que já sabem em interação com o novo desafio. Trabalhar com a resolução de problemas é encorajar o aluno no contato com o saber escolar, viabilizando a construção de questões que possibilitem análises reflexivas sobre ele, assim como a elaboração de sínteses – ainda que provisórias – na direção da reconstrução do conhecimento pelo aluno.

O processo de aprendizagem adotará o ensino híbrido como estratégia para atender os diferentes ritmos de aprendizagem dos alunos, permitindo o protagonismo na construção de conhecimentos e desenvolvimento de valores e atitudes.

PROJETO PEDAGÓGICO DO NOVO ENSINO MÉDIO

 

O Novo Ensino Médio está organizado em torno de quatro pilares fundamentais: diversificação/flexibilização curricular, articulação com a educação profissional e formação em tempo integral.

A principal mudança diz respeito ao currículo do ensino médio, que para garantir a diversificação/flexibilização, passa a ser organizado em duas partes: Formação Geral Básica (FGB) e Itinerários Formativos (IF).

Além disso, para garantir a formação integral, o currículo deverá ter foco no desenvolvimento de competências, com destaque para o desenvolvimento das competências sócio emocionais.

Formação Geral Básica - FGB

A Formação Geral Básica consiste na parte do currículo comum a todos os estudantes do Brasil, independente da escola em que estiverem matriculados. É a parte do currículo em que serão desenvolvidas as competências e habilidades previstas na BNCC – Base Nacional Comum Curricular.

Cabe salientar que a BNCC da etapa do Ensino Médio foi organizada com competência e habilidades de área, a fim de garantir o tratamento interdisciplinar e transdisciplinar do conhecimento.

Itinerários Formativos - IF

Os itinerários Formativos têm como referência o protagonismo do estudante no seu projeto de vida. A ideia central é o aprofundamento em temas que dialoguem com a carreira que o aluno pretende seguir ao fim do Ensino Médio.

O importante é que o estudante ao final do Ensino Médio tenha realizado uma preparação adequada para acessar um curso superior ou entrar no mundo do trabalho. Para tanto, sua formação deverá superar o aprofundamento em apenas uma área do conhecimento.

Os itinerários formativos serão classificados em IFI – Itinerário Formativo Integrado, IFA – Itinerário Formativo Ampliado e Eletivas.

Itinerário Formativo Integrado – IFI

Os componentes curriculares do IFI são obrigatórios para todos os alunos da 1ª e 2ª série em 2022 e para todos os alunos do ensino médio a partir de 2023.

- Projeto de Vida

- Oficina de Textos

 

Itinerário Formativo Ampliado – IFA

Para o ano 2022, os alunos da 1ª e 2ª séries deverão optar por um dos seguintes itinerários: HUMANAS+ ou EXATAS+.

Os alunos que seguirem o itinerário HUMANAS+, terão aulas adicionais das seguintes áreas do conhecimento: Linguagens e suas tecnologias e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.

Os alunos que seguirem o itinerário EXATAS+, terão aulas adicionais das seguintes áreas do conhecimento: Matemática e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

Em 2022, o IFA será igual para todos os alunos da 3ª série e será composto de oficinas preparatórias para o Enem e vestibulares.

 

 

Eletivas

Para complementar a nova carga horária todos os alunos deverão cursar durante o ano letivo quatro cursos semestrais de livre escolha. As eletivas estão organizadas em trilhas de estudos, e a cada semestre, o estudante escolherá dois cursos entre os que forem ofertados, de acordo com as trilhas de interesse.

- Comunicação

- Arte e Cultura

- Habilidades Sócio Emocionais

- Matemática Aplicada

- Qualificação Profissional

- Esporte Saúde

- Empreendedorismo

- Carreiras

- Educação Financeira

 

No início de cada semestre, é disponibilizada a lista de eletivas disponíveis. Os alunos do Novo Ensino Médio escolherão pelo menos dois cursos por semestre. Turmas que tenham pelo menos 6 alunos interessados serão confirmadas.

PROJETO PEDAGÓGICO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS - EJA

 

O Colégio IBPI oferece a Educação de Jovens e Adultos – EJA de Ensino Fundamental – Anos Finais (VI a IX fase) e Ensino Médio I a III fase com a finalidade de ofertar escolarização para jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir a educação básica, assegurando-lhes oportunidades apropriadas, consideradas suas características, interesses, condições de vida e de trabalho, mediante ações didático-pedagógicas coletivas e/ou individuais. O currículo é organizado por módulos semestrais com uma grade organizada de forma coletiva ou individual.

A organização coletiva permite a formação de turmas no modelo híbrido acompanhando o currículo de cada etapa com atividades presenciais e remotas. A organização individual destina-se aos alunos que por algum motivo não consiga cursar com regularidade as aulas. Para esses alunos são organizados planos de estudos, que contemplam o ritmo do aluno, e as suas condições de vinculação à escolarização e nos saberes já apropriados.

O programa adotado para o Ensino Fundamental EJA – Anos Finais adotará uma abordagem prática para desenvolver as habilidades e competências essenciais estabelecidas pela BNCC, priorizando o acesso à continuidade dos estudos dos alunos.

O programa adotado para Ensino Médio EJA adotará uma abordagem prática para desenvolver as habilidades e competências essenciais estabelecidas nas áreas do conhecimento da FGB – Formação Geral Básica, priorizando a continuidade dos estudos e/ou a inserção no mercado de trabalho.